Cidadania Italiana 14/09/2019

Como conseguir cidadania italiana 2021: quem tem direito?

Como conseguir cidadania italiana 2021: quem tem direito? | Rotunno Cidadania

A Itália foi considerado recentemente o país mais flexível da União Europeia no quesito de concessão de cidadania a brasileiros. Para ter noção, conforme os dados de 2016 e 2017, foram 9.936 novas duplas nacionalidades no período de um ano. Com essa facilidade, muitas pessoas começaram a se perguntar como conseguir cidadania italiana e mais: quem tem direito?

Se você está interessado em morar na Itália ou usar a cidadania europeia como porta de entrada para investir ou residir em outro país, não deixe de ler esse texto.

 

Quais são os pontos positivos da cidadania italiana?

Quem é cidadão italiano pode residir e trabalhar livremente em qualquer um dos outros 28 países da União Europeia; possui dispensa consular para 187 países, incluindo os EUA; possui o 4º passaporte mais poderoso do mundo.

 

Quais são os países que fazem parte da União Europeia?

A União Europeia é composta por 28 países, como Alemanha, França, Irlanda, Portugal e Reino Unido. Você pode acessar a lista completa  no site.

 

Quem tem direito de solicitar a cidadania italiana? 

Antes de entender como conseguir a cidadania italiana, você precisa saber quem tem direito a requerer. Em geral, de acordo com pesquisas, estima-se que 15% da população brasileira (30 milhões de pessoas) esteja apta. Para isso, basta ter descendência italiana e conseguir comprovar através de documentação ou ter se casado com um italiano (Naturalização por Casamento).

 

Cidadania Italiana por descendência

Qualquer pessoa que tenha descendência italiana e consiga comprovar através de documentação pode requerer a cidadania. Entretanto, é preciso observar alguns aspectos, como:

» Se o antepassado abriu mão da cidadania italiana ao imigrar. Se sim, é preciso checar se isso ocorreu antes do nascimento do filho. Neste caso, o direito a transmissão de nacionalização não foi transmitido e, portanto, ele não poderá ser sua "referência".

» A data de nascimento em caso de antepassados do gênero feminino. Até 1º de janeiro de 1948, as mulheres não transmitiam a cidadania aos filhos. Nos últimos anos, através de uma ação judicial no tribunal de Roma, consegue-se reconhecer a cidadania italiana também de famílias cuja árvore contenha uma mulher nessa situação.

» O ano de unificação da Itália (1861). Para que o direito seja válido, seu antepassado precisa ter falecido após 17 de março de 1861. Se ele for originário de Veneto, estado que existiu na península itálica entre 1815 e 1866, precisa ter falecido após 22 de outubro de 1866.

 

 

Cidadania italiana por casamento

A cidadania italiana por casamento, também conhecida como naturalização por casamento, pode ser solicitada caso o cônjuge do italiano comprove através de um exame de proficiência conhecimento mínimo no idioma. Essa especificação chegou em dezembro de 2018, através do Decreto Salvini, e solicita que o certificado B1 de proficiência seja anexado aos documentos.

Além disso, existe o critério de tempo de união. Se o casamento tiver realizado no Brasil, os casais sem filhos devem esperar, pelo menos três anos. Caso tenha filhos, biológicos ou adotados, devem estar casados há, pelo menos, um ano e meio. Por outro lado, se o casamento tiver sido realizado na Itália, caso não tenha filhos, deve estar casados há, pelo menos, dois anos. Caso sim, há, pelo menos, um ano. O mesmo vale para uniões homoafetivas.

 

Cidadania Italiana por casamento

 

Não sabe se tem parentes italianos? Busque pelo sobrenome!

Realizar busca pelo sobrenome pode te ajudar a no requerimento de cidadania italiana. Você pode usar sites para encontrar parentes e assim conseguir os documentos para dar entrada no processo. Nós indicamos o FamilySearch, já que é possível descobrir certidões e mais informações sobre italianos.

No entanto, vale ressaltar que as pesquisas online não são 100% garantidas. Na imigração, nomes podem ter sido adaptados (ou melhor, "abrasileirados"). Sendo assim, a melhor opção é contratar um especialista na busca de documentos.

Rotunno, através de uma parceria com a empresa Docforce, realiza o serviço de pesquisa genealógica e pode auxiliar nessa descoberta com maestria. Um historiador faz parte do processo, por isso é possível descobrir com exatidão o antepassado, com base na etimologia e regiões com maior densidade do sobrenome.

 

A forma mais barata e rápida de enviar dinheiro para o exterior

 

Quais são os sobrenomes mais comuns na Itália?

Colombo, Ferrari, Rossi, Bianchi, Pichler, Kogler, Tomasi, Moro,, Sartori, Pavan, Favre, Vitali, Marini, Testa, Grieco, Barbieri, Venturi, Gallo, Bianco, Mancini, Ricci, Sana, Piras, Melis, Serra, Perri, Ferraro, Pugliesi, Di Carlo, Di Pietro, Rosati, Gori, Baldi, Leone, Coppola e Rizzo.

 

Leia também:

            

 

Como conseguir a cidadania italiana? 

Existem três maneiras de como conseguir a cidadania italiana. Cada uma tem um prazo e um custo diferente. Entenda como prosseguir em cada uma delas.

 

Como conseguir cidadania italiana via Consulado no Brasil

A espera na fila já ultrapassa 10 anos para quem opta a cidadania italiana via consulado. Entretanto, por ser um caminho barato, é um dos favoritos.

Neste caso, é preciso preencher a ficha de requerimento para solicitar agendamento. Cada consulado escolhe sua forma de receber a ficha, alguns optando por receber via Correio e outros online. Quando convocado, deve fazer o pagamento da taxa consular (300 euros) ao Consulado responsável da região em que você mora. A forma de pagamento e prazo também diferem de Consulado para Consulado.

A data da convocação é divulgada na Internet e pode demorar muitos anos até que você consiga efetivamente a sua entrevista, onde então deverá comprovar o seu direito a cidadania.

 

 

Quais são os documentos necessários?

Do requerente

1. Árvore genealógica
2. Ficha de Cadastro para requerimento
3. RG, CPF, Título de Eleitor (Cópia e Original)
4. Comprovante de Residência (no máximo, de 6 meses)
5. Certidão de registro civil em inteiro teor apostilados, em segunda via original, recentes
e em bom estado de todos os familiares até chegar no ancestral italiano.

 

Do ancestral

1. Certidão de casamento
2. Certidão de óbito inteiro teor
3. Certidão de Naturalização (se houver)
4. Certidão Negativa de Naturalização
5. Estratto dell’Atto di Nascita emito pelo Comune competente OU Certidão de Batismo,
emito pela Paróquia local.

 

Preciso levantar todas essa documentação por conta própria?

Você pode levantar toda essa documentação por contra própria ou contratar uma empresa para auxiliar nessa etapa. É muito comum que nos registros cíveis de todos os familiares, até chegar no italiano, encontre-se divergências entre nomes, datas e locais de nascimento e casamento. Nesse caso, uma análise minuciosa deve ser realizada, e solicitar a devida retificação aos cartórios. Nesse caso, entre em contato com a Rotunno Immigration Solutions & Business e solicite um orçamento para a elaboração dessa pasta.

 

Como conseguir cidadania italiana via Judicial

De acordo com os artigos 2 e 4 da lei 7 de agosto de 1990, n. 241 9D.P.R. 18 abril 1994, n. 362, os descendentes italianos devem obter o reconhecimento da cidadania em até 730 dias a partir da data de entrada do pedido. Entretanto, alguns consulados, como os dos estados de SP, PR, RS e DF, não conseguem reconhecer no prazo. Sendo assim, é possível entrar com uma ação judicial na Itália contra o Consulado, pedindo que a lei seja respeitada.

Na cidadania italiana via judicial, é preciso realizar o requerimento no Consulado Italiano no Brasil normalmente. Com o comprovante da inscrição na fila consular em mãos, basta acionar um advogado registrado na Ordem dos Advogados da Itália para entrar com o processo no Tribunal de Roma. A Rotunno Immigration Solution & Business possui equipe capacitada que pode te ajudar com isso. Entre em contato agora e veja como podemos lhe auxiliar nessa etapa.

O tempo para obtenção de cidadania italiana via judicial é de até dois anos. O custo é de R$ 9 mil a 20 mil por requerente.

 

Veja o vídeo completo sobre Cidadania Italiana Via Judicial

 

Quais são os documentos necessários para a cidadania italiana via judicial?

Os documentos para entrar com o processo judicial são os mesmo para reconhecer via consulado, acrescentando somente os documentos abaixo:

» Procuração judicial;

» Protocolo ou comprovante de inscrição.

 

Como conseguir cidadania italiana via Comune

O prazo para obter o reconhecimento de cidadania na Itália é o mesmo do consulado: de até 730 dias. Entretanto, em alguns comunes é possível finalizar o processo mais rapidamente.

Antigamente, o processo chegava a até seis meses, porém com o aumento do número de pedidos, fraudes e interesses políticos de barrar o movimento de imigrantes na Itália, o prazo aumentou.

O custo pode chegar a até R$ 40 mil, se levado em consideração moradia, transporte, alimentação durante o processo. Existem duas formas de ser feito:

 

Por conta própria

Essa é a opção para quem tem conhecimento no idioma e pode se ausentar do Brasil por tempo suficiente para concluir o processo.

Uma vez na Itália, você precisará se hospedar e inscrever a residência no Sistema Anagrafico de alguma cidade italiana, já que só assim você poderá dar início ao processo. Depois de um tempo, você receberá uma visita de um policial italiano, que avaliará o imóvel, seu passaporte e o comprovante de solicitação de residência.

Em seguida, você poderá apresentar os documentos ao Ufficio dello Stato Civile em ordem cronológica, junto com uma árvore genealógica simples. Se estiver tudo certo,  sua Certidão de Nascimento e Casamento (se houver) será transcrita em um livro de registro civil da Prefeitura para que sejam geradas. Você deverá assinar seus documentos oficiais italianos e receberá a carta d’Identità. Para solicitar o passaporte, é só ir até a Polícia Federal.

Como está indo para outro país, é muito importante contar com uma assessoria para que te ajude a resolver possíveis problemas. Além disso, uma equipe especializada te orientando pode conferir se há erros de documentação, o que te evita "perder a viagem".

 

Via assessor

Realizar a cidadania italiana via comune com a ajuda de um assessor é o mais recomendado. O profissional auxiliará em todo o processo para você na Itália, desde o aluguel do imóvel a tradução do italiano no dia de entregue da documentação no comune. Contratar é o melhor caminho para quem quer um processo mais assertivo ou que não quer lidar com burocracias.

Vale a pena morar na Itália?

O índice de qualidade de vida na Itália está entre os 10 primeiros do mundo. Quem tem a dupla cidadania e pretende morar no país, garantirá ótima segurança pública, sistema de saúde com cobertura nacional, educação gratuita para ensino infantil e médio, além de clima agradável (dependendo da região em que mora).

Com todas essas vantagens, ainda há dúvidas sobre valer a pena ou não morar na Itália?

Valores atualizados em Março 2021. Consulte cotação vigente

Contrate uma assessoria de cidadania italiana

Contratar uma assessoria para te orientar no processo de requerimento de cidadania italiana é muito importante para evitar erros. Como o tempo de espera é longo, qualquer documentação faltando pode ser prejudicial.

Um assessor pode te ajudar realizar agendamentos,  ajudar na escolha de um imóvel em solo italiano, separar certidões para apresentação no comune, fazer a tradução do italiano para o português nos órgãos públicos, prestar apoio jurídico e muito mais.

 

Conheça mais sobre Rotunno

Somos uma empresa especializada em processo imigratórios e assessoria jurídica. Podemos te auxiliar em todas as etapas do processo de cidadania italiana, americana, portuguesa, alemã, brasileira ou espanhola. Adquira sua dupla nacionalidade de uma maneira mais fácil e com o melhor custo-benefício do mercado.

Conclusão

Existem três caminhos para obter a dupla nacionalidade italiana. Para escolher o melhor para você, é preciso identificar, primeiramente, o seu orçamento e em quanto tempo você deseja imigrar ou usufruir de benefícios ligados à cidadania.

O processo administrativo realizado no Brasil tem menor investimento. Em contrapartida, a fila pode demorar mais de 10 anos. Isso não torna uma boa opção para quem tem pressa.

Os que desejam solicitar através de uma ação judicial, garantem investimento moderado e aprovação em pouco mais de dois anos. É ideal para quem tem mais orçamento disponível e que tenha planos à médio prazo. Nessa opção, também é possível requerer a nacionalidade para mais pessoas. Então pode ser uma opção para famílias (já que é possível dividir o valor).

Já quem quer conquistar a cidadania italiana via comune precisa se preparar: o investimento é alto. Vale muito a pena para quem tem pressa. O tempo de aprovação é de até 6 meses. Geralmente, nessa opção, a presença de um profissional é fundamental, seja para realizar o procedimento inteiro no exterior ou para orientar quem deseja fazer por si mesmo.

Leia também outras notícias

  • Quarentena ocasionada pelo coronavírus prejudica serviços governamentais na Itália e impacta diretamente os processos de cidadania | Rotunno Cidadania Cidadania Italiana

    Quarentena ocasionada pelo coronavírus prejudica serviços governamentais na Itália e impacta diretamente os processos de cidadania

    Leia mais

  • Assessoria para Cidadania Italiana no Rio de Janeiro: Conheça a filial da Rotunno | Rotunno Cidadania Cidadania Italiana

    Assessoria para Cidadania Italiana no Rio de Janeiro: Conheça a filial da Rotunno

    Leia mais

  • Governo Italiano discute reajuste na taxa consular em 2020 | Rotunno Cidadania Cidadania Italiana

    Governo Italiano discute reajuste na taxa consular em 2020

    Leia mais

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade e, ao continuar navegando neste site, você declara estar ciente dessas condições.