Cidadania Italiana 12/05/2021

Sobrenomes Italianos mais comuns no Brasil

Sobrenomes Italianos mais comuns no Brasil | Rotunno Cidadania

Desde a época da escola e até quando lemos nomes em notícias, sabemos da presença dos sobrenomes italianos no Brasil, afinal, é o país com mais descendentes italianos fora da Itália.

Especialmente no Centro-Sul do país, os números já chegam na casa dos 30 milhões, e de acordo com o Istituto Nazionale di Statistica (órgão estatístico governamental italiano) e a Itália é o país com mais sobrenomes do mundo, são cerca de 350 milhões de famílias.

Quer saber os sobrenomes italianos mais comuns no Brasil? Será que o seu sobrenome está na lista? Descubra neste texto!

30 Milhões de Brasileiros têm direito a cidadania italiana

No começo do século 19 e começo do século 20, o Brasil recebeu italianos massivamente, e hoje temos o título de país com mais descendentes italianos fora da Itália, são aproximadamente 30 milhões de ítalo-brasileiros vivendo por aqui.

Como o continente sul-americano foi a terra das oportunidades, onde muitos cidadãos italianos imigravam buscando vida nova, as linhagens italianas estão presentes até hoje por aqui.

Em lugares como o estado do Rio Grande do Sul, cidades como Veranópolis e Caxias do Sul, eram colônias italianas. Em São Paulo, a presença ítalo-paulista é enorme, pois são 15 milhões os que têm sobrenomes italianos, o que representa cerca de 34%, ou seja, 1/3 de paulistas têm descendência italiana.

Os três estados brasileiros que têm os maiores números de imigrantes italianos são:

  1. São Paulo: com 13 milhões de ítalo-descendentes, o que representa 32,5% da população;
  2. Paraná: com 3,7 milhões de ítalo-descendente, o que representa 37% da população;
  3. Rio Grande do Sul: com 3 milhões de ítalo-descendentes, o que representa  27% da população.

Como saber se tenho ascendência italiana?

Como já falamos, não é difícil achar algum descendente de italiano no Brasil. Por conta da colonização, que trouxe essa consequência, muitos são os brasileiros que acabam conseguindo ter facilidades para conseguir passaportes europeus, afinal, existe o chamado  jus sanguinis, mais conhecido como direito pelo sangue, pois são considerados também igualmente italianos.

Nesse sistema, a regra de direito à dupla cidadania vem por conta da descendência italiana, ou seja, o sangue.

Além disso, selecionamos dicas para te ajudar a conseguir descobrir se você tem ascendência italiana:

Busca pelo sobrenome

Em alguns casos, não é preciso ir muito longe, o seu nome inteiro/sobrenome já facilitam muito nessas horas, e dizem muito sobre sua história e antepassados.

O seu sobrenome já é um excelente indicativo que você é descendente de italiano.

O site MyHeritage pode se tornar uma ferramenta de grande utilidade na hora de identificar se o seu sobrenome é italiano, nele você encontra várias informações sobre famílias de outros países, de forma gratuita.

Converse com parentes e explore o histórico de sua família

Por que não perguntar para sua própria família? Ela pode ser uma grande fonte de informação. Avôs e avós e se possível, bisavôs e bisavós que são membros mais antigos da família (alguns podem ser vindos da própria Itália), esse podem revelar informações valiosas sobre a história de seu sobrenome, falando sobre seus antecessores.

Ter o nome da cidade em que viveram seus ancestrais italianos é uma informação valiosa na hora de iniciar o processo da sua dupla nacionalidade, pois um dos primeiros passos é montar sua árvore genealógica.

Procure documentos em cartórios

Certidões são ouro na hora da busca com base no sobrenome italiano. Certidões de nascimento e até de casamento trazem dados extremamente fundamentais, pois mostram os sobrenomes originais, antes do casamento e alguns outros registros.

Solicite certidões variadas de seus antecessores nos cartórios que precisar para saber os nomes e a nacionalidade de seus ancestrais.

Se você já conhece as gerações mais novas por completo, tente ir mais para trás, avós, bisavós e se possível, trisavós podem trazer informações muito boas.

Vá atrás de órgãos competentes brasileiros

Sites de órgãos brasileiros podem ter um vasto arquivo para te oferecer, esses arquivos contam com documentos digitalizados e até listas de passageiros dos navios que levaram os ancestrais para o Brasil.

Os principais lugares para procurar são o Museu da Imigração do Estado de São Paulo e o Arquivo Nacional. Também temos o Antenati, que é um portal italiano que também pode ser usado e conta com milhões de fotografias e listas oficiais de nomes.

Os sobrenomes italianos mais comuns

Aqui estão o vários sobrenomes italianos para você verificar:

Rossi

Russo

Ferrari

Esposito

Bianchi

Romano

Colombo

Bruno

Ricci

Marino

Greco

Gallo

De Luca

Conti

Costa

Mancini

Giordano

Rizzo

Lombardi

Barbieri

Moretti

Fontana

Caruso

Mariani

Ferrara

Santoro

Rinaldi

Leone

D’angelo

Longo

Galli

Martini

Martinelli

Serra

Conte

Vitale

De Santis

Marchetti

Messina

Gentile

Villa

Marini

Lombardo

Coppola

Ferri

Parisi

De Angelis

Bianco

Amato

Fabbri

Gatti

Sala

Morelli

Grasso

Pellegrini

Ferraro

Monti

Palumbo

Grassi

Testa

Valentini

Carbone

Benedetti

Silvestri

Farina

D’amico

Martino

Bernardi

Caputo

Mazza

Sanna

Fiore

De Rosa

Pellegrino

Giuliani

Rizzi

Di Stefano

Cattaneo

Rossetti

Orlando

Basile

Neri

Barone

Palmieri

Riva

Romeo

Franco

Sorrentino

Pagano

D’agostino

Piras

Ruggiero

Montanari

Battaglia

Bellini

Castelli

Guerra

Poli

Valente

Quem tem direito à cidadania italiana

Existem duas formas de se obter a cidadania italiana são a já falada jus sanguinis (direito de sangue), ele não tem limite de geração e vale para todos que tenham sangue italiano.

No lado do pai, a cidadania italiana é garantida quando os antecessores são todos do sexo masculino. Caso exista uma pessoa do gênero feminino na linha de descendência, em qualquer lugar, ela só pode passar sua cidadania para os nascidos depois de 1º de janeiro de 1948.

Se os nascimentos forem anteriores a esta data, é preciso um encaminhamento judicial, então, só assim este direito será reconhecido.

A cidadania italiana por casamento também é uma opção, se o casamento tiver sido realizado antes de 27 de abril de 1983, essa concessão passa a ser automática.

Se aconteceu depois desta data, é necessário aguardar três anos de casamento ou um ano e meio se tiverem filhos. Porém, neste caso, não existe a possibilidade de dupla cidadania e sim a da naturalização italiana, sendo assim, é necessário renunciar à naturalidade brasileira.

Visto o texto, é possível notar que descendentes de italianos podem ter sua dupla cidadania, porém esse não é um processo fácil.

A Rotunno Immigration Solutions & Business é uma empresa especializada em assessoria para soluções imigratórias. Entre em contato com nossa equipe e tire suas dúvidas sobre cidadania italiana.

 Leia mais: Cidadania Italiana 2021: como iniciar o seu processo

Also read other news

  • Quarentena ocasionada pelo coronavírus prejudica serviços governamentais na Itália e impacta diretamente os processos de cidadania | Rotunno Cidadania Cidadania Italiana

    Coronavírus - como a doença afeta o processo de cidadania italiana

    Read more

  • Assessoria para Cidadania Italiana no Rio de Janeiro: Conheça a filial da Rotunno | Rotunno Cidadania Cidadania Italiana

    Assessoria para Cidadania Italiana no Rio de Janeiro: Conheça a filial da Rotunno

    Read more

  • Governo Italiano discute reajuste na taxa consular em 2020 | Rotunno Cidadania Cidadania Italiana

    Reajuste na taxa de cidadania italiana pode chegar a 100% em 2020

    Read more

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade e, ao continuar navegando neste site, você declara estar ciente dessas condições.