Diversos 05/10/2021

Usar Cartão de Crédito no Exterior Paga Taxa?

Usar Cartão de Crédito no Exterior Paga Taxa? | Rotunno Cidadania

Quando viajamos para fora do Brasil, é comum que esteja na nossa lista de preparativos para a viagem passar em uma casa de câmbio para trocar dinheiro.

Sempre ouvimos que a melhor forma de viajar é com o câmbio local em dinheiro vivo e que nunca, em hipótese alguma, devemos usar cartão de crédito, porque as coisas saem MUITO mais caras por causa das temidas taxas.

Com certeza você já ouviu isso e, mesmo sem ter certeza se era ou não verdade, achou melhor não arriscar.

O problema é que imprevistos sempre acontecem e, às vezes, calculamos errado a quantidade de dinheiro que precisávamos, ou esquecemos de calcular o preço de algum passeio dentro da viagem.

Será que mesmo nessas horas é um mau negócio usar o cartão de crédito em viagens no exterior?

Afinal, as compras no exterior com o cartão de crédito possuem mesmo taxas? E, se têm, elas são tão assustadoras assim?

É isso que vamos ver.

As opções para se fazer compras no exterior

A opção mais utilizada pelos viajantes para realizar compras em viagens no exterior é, sem dúvidas, o dinheiro em espécie.

Essa também é a opção que permite maior controle de gastos, já que, com a moeda já trocada, as taxas cambiais já foram pagas e você tem seu orçamento em mãos. Ou seja, acabou o dinheiro, acabaram as compras.

Essa lógica também é usada em cartões de crédito pré-pagos, em que você carrega o cartão antes da viagem e ele funciona como um cartão de débito na viagem. Você vai gastando o dinheiro durante a viagem, até que ele acabe.

Embora esse método também apresente a vantagem de maior controle sobre os gastos, sua desvantagem são as taxas. Ao carregar o cartão, além da taxa de câmbio do dia, você também paga o IOF (Imposto sobre Operações Financeiras).

A outra opção que existe para compras no exterior são os cartões de crédito. Nele, as operações também são acompanhadas do IOF e as compras não podem ser parceladas, o que significa uma conta alta no mês seguinte à viagem.

Uma outra questão do uso do cartão de crédito em viagens internacionais é o controle de gastos. Como o limite de compras é igual ao limite do cartão, se ele for alto, é possível que se gaste mais do que de início era pretendido.

Como usar cartão de crédito para compras no exterior

O processo de usar o cartão de crédito no exterior é o mesmo que dentro do país. Você passa o cartão e só pagará pela compra depois, no vencimento da fatura.

No entanto, não é qualquer cartão que pode ser usado para compras internacionais. É preciso que você possua um cartão de crédito habilitado para isso.

Se você já possui um cartão de crédito internacional, dependendo da sua operadora, é possível que você precise informar, antes da viagem, em que país você vai utilizá-lo, para que suas compras sejam liberadas.

Isso é uma medida de segurança utilizada pelas operadoras para evitar fraudes e roubo de dados.

Agora, se você quer utilizar o cartão de crédito para compras no exterior, mas não possui um cartão internacional, você precisará contratar um.

Existem cartões de crédito fáceis de aprovar e existem cartões que são mais difíceis de serem aprovados. Dependendo de seu crédito, seu histórico de compras e sua comprovação de renda, a dificuldade para ser aprovado por uma operadora de cartão internacional será maior ou menor.

Por isso, é importante fazer uma pesquisa entre as operadoras que oferecem esse serviço internacional para escolher uma das que oferecem os cartões de crédito mais fáceis de aprovar.

Vantagens e desvantagens de utilizar o cartão de crédito no exterior

A principal vantagem de utilizar seu cartão de crédito para compras no exterior é a praticidade.

Para utilizar dinheiro em espécie é preciso enfrentar toda a burocracia das casas de câmbio. Existe ainda o risco de que a moeda do país para o qual você vá não seja vendida no Brasil.

Dessa maneira, você precisará comprar dólares ou euros e procurar uma casa de câmbio no país de destino. Você então ficará sujeito a duas taxas cambiais e impostos diferentes.

É claro que é sempre bom viajar com alguma quantia em espécie, porque ainda há serviços que só aceitam esse tipo de pagamento.

Entretanto, andar com muitas notas durante a viagem pode ser um risco. Constantemente tirar da bolsa uma carteira cheia de dinheiro pode atrair atenção indesejada e trazer circunstâncias ainda piores como roubos.

Já o cartão pré-pago por muito tempo foi um dos preferidos dos viajantes.

Por mais que haja uma certa burocracia para conseguir emiti-lo, sua praticidade, controle de gastos e segurança sempre foram pontos a favor.

Ele deixou de ser visto com tão bons olhos quando passou a estar submetido ao mesmo IOF dos cartões de crédito. Isso levou muitos a se perguntarem se não seria mais fácil então simplesmente utilizar o cartão de crédito que já possuíam.

O cartão de crédito, nos últimos anos, se tornou uma opção mais atrativa.

Primeiro, como dissemos, pela praticidade. Ele é algo que você já possui, ou é mais fácil e rápido de conseguir do que as outras opções.

Quanto às taxas, existe o temido IOF de 6,38% (o IOF sobre o dinheiro em espécie é de 1,1%).

Além dele, uma desvantagem sempre foi a sujeição às variações do dólar.

Isso porque muitas operadoras calculavam os valores das compras baseando-se no preço da moeda no dia de fechamento ou vencimento da fatura. Então, ao passar o cartão no exterior, você só conseguiria saber o real valor que pagaria pela compra na próxima fatura.

Hoje, no entanto, isso mudou. O que era oferecido apenas por poucos cartões no mercado passou a ser obrigatório. Agora, o preço é convertido a partir do valor cambial do dia da compra. Ou seja, você sabe desde o momento da compra o quanto está gastando em reais.

Cartão: usar ou não usar? Eis a questão!

E agora?

Vale ou não a pena usar o cartão para compras no exterior?

Isso vai depender muito do seu estilo de compras, do seu planejamento financeiro e do tipo de viagem que está fazendo.

Há alguns lugares que oferecem serviços que só podem ser pagos com o cartão de crédito, como aluguel de carros, passagens de trem e ingressos comprados com antecedência, entre outros.

Por isso, ter um cartão de crédito internacional é sempre uma boa garantia em viagens ao exterior.

Se você ainda não possui um, busque pelo cartão de crédito mais fácil de aprovar.

Por mais que existam taxas, hoje o controle sobre quanto você realmente está pagando por compras no cartão é muito maior o que, unido à praticidade do cartão de crédito, pode ser um grande ponto a favor de seu uso.

Outra vantagem dos cartões que às vezes podem sobressair às taxas são os programas de vantagem. Com suas compras, você pode juntar milhas e pontos para trocar por produtos, por exemplo.

Ter um cartão de crédito para usar em compras no exterior é sempre importante, mesmo que você não deva fazer todas as compras nele.

Então, se você ainda não habilitou seu cartão para compras internacionais, corre que ainda dá tempo de conseguir para a próxima viagem!

Se você ainda não tem um, procure agora o cartão de crédito mais fácil de aprovar, para conseguir o mais rápido possível.

Só não vai gastar demais, hein!

Lembre que a fatura vai chegar no próximo mês.

Also read other news

  • Dupla cidadania na pandemia é um bom investimento? | Rotunno Cidadania Diversos

    Dupla cidadania na pandemia é um bom investimento?

    Read more

  • Como validar diploma brasileiro em Portugal, nos EUA e Canadá. Guia Completo | Rotunno Cidadania Diversos

    Como validar diploma brasileiro em Portugal, nos EUA e Canadá. Guia Completo

    Read more

  • Morar na Alemanha: Conheça as vantagens | Rotunno Cidadania Diversos

    Morar na Alemanha: Conheça as vantagens

    Read more

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade e, ao continuar navegando neste site, você declara estar ciente dessas condições.