Diversos 25/05/2021

Viagem Internacional: 6 Pontos Que Você Pode Economizar

Viagem Internacional: 6 Pontos Que Você Pode Economizar | Rotunno Cidadania

Se você quer economizar em sua viagem internacional, não deixe de conferir todas as dicas e informações que separamos neste artigo!

Uma viagem internacional é uma grande oportunidade para você conhecer lugares novos, pontos turísticos famosos, fazer amizades, treinar um outro idioma e muito mais.

Porém, como sabemos, esse tipo de viagem geralmente não é barata - ainda mais com o real tão desvalorizado em relação a outras moedas.

Por isso, se você pretende fazer uma viagem internacional daqui algum tempo e quer economizar, não deixe de conferir as dicas que separamos neste artigo!

Onde dá para economizar em uma viagem internacional?

1. Passagens

 

Um gasto que costuma ser elevado em uma viagem internacional é o da passagem aérea.

Porém, com antecedência e utilizando as ferramentas certas, você pode conseguir uma boa economia em relação às passagens.

E quais seriam essas “ferramentas”?

Bom, hoje você tem à disposição na internet, diversos sites e aplicativos que monitoram passagens, promoções e cupons, fazem comparativos e ajudam você a conseguir um melhor preço pela passagem aérea.

São eles: Skyscanner, Kayak, Decolar, 123milhas, MaxMilhas, Melhores Destinos, Viajanet e Voopter.

Portanto, com planejamento e antecedência, acesse esses sites e apps, compare preços e configure alertas para você ser avisado quando uma passagem atingir o preço que você gostaria.

Assim, utilizando essas ferramentas, você provavelmente já conseguirá uma boa economia.

 

2. Hospedagem

 

Em vez de se hospedar em uma rede de hotéis conhecida ou em um resort badalado, que tal procurar por uma opção mais em conta de acomodação? Hoje, existem diversos tipos para escolher.

Por exemplo, você pode alugar uma casa ou um apartamento, ficar em um Airbnb, em uma pousada, em um hostel, etc.

Portanto, novamente com antecedência, avalie as opções disponíveis de hospedagem, compare valores, veja avaliações de outras pessoas e escolha uma acomodação que lhe agrade e que não seja tão cara.

Até porque, na maior parte do tempo você não estará na hospedagem e sim na rua turistando, passeando, etc.

 

3. Alimentação

 

Calma, você não vai precisar ficar sem comer em sua viagem internacional para economizar. 

As dicas que temos aqui são: 

  • Evite comer em restaurantes que ficam próximos de pontos turísticos e atrações. Prefira opções um pouco mais afastadas e simples;
  • Fale com moradores locais e peça indicações;
  • Pesquise na internet os preços dos estabelecimentos gastronômicos;
  • E, sempre que for sair, leve um suco na mochila, uma garrafinha de água e algumas frutas/snacks (compre esses itens em um mercado).

Dessa forma, você já conseguirá uma boa economia em relação a alimentação.

Agora, é claro que um dia ou outro você pode ir em um local mais conhecido e sofisticado. Não tem problema, só tenha controle em relação aos seus gastos para não extrapolar o orçamento.

 

4. Transporte

 

Assim como a hospedagem, existem diferentes formas de você se locomover quando estiver no destino. Trem, ônibus, metrô, Uber, táxi, bicicleta, carro alugado…

Por isso, antes de viajar, avalie cada opção de transporte e veja qual compensa mais financeiramente.

Alugar uma bicicleta e andar de transporte público, normalmente são as opções mais em conta. Porém, cada tipo de transporte possui certas características e comodidades.

Portanto, não deixe de analisar cada um para escolher aquele que melhor lhe atende.

E claro, o que for possível fazer a pé, faça. Além de economizar, você mantém o corpo em movimento e gera benefícios para a sua saúde.

 

5. Passeios e atrações

 

Para fazer determinados passeios e conhecer certas atrações, você precisa comprar bilhetes ou ingressos.

Porém, há muita coisa legal e interessante para fazer sem, necessariamente, ter que pagar por isso.

Sendo assim, durante o seu planejamento, veja quais passeios e atrações são gratuitas para você conhecer.

Além disso, dependendo do destino, determinadas atrações que são pagas, possuem certos dias e horários na semana que ficam gratuitas.

Portanto, vale a pena se informar sobre elas para economizar, sem deixar de aproveitar.

 

6. Estacionamento

 

Se no dia da sua viagem você for com seu carro até o aeroporto, você precisará deixá-lo em um estacionamento, afinal, a rua não é o local mais seguro.

Porém, se você quer economizar, não deixe o seu veículo no estacionamento oficial do aeroporto, busque uma opção que fique nas redondezas, perto dele.

Dessa forma, você conseguirá uma boa economia com as diárias e não deixará a segurança de lado. 

Hoje, existem diversos estacionamentos que são bons e mais baratos que o do próprio aeroporto.

Então, por exemplo, se você é de São Paulo, vale a pena pesquisar por um estacionamento próximo ao aeroporto Guarulhos para deixar o seu carro.

 

Dicas finais

 

  1. Escolha destinos com um custo de vida mais baixo;
  2. Viaje na baixa temporada;
  3. Troque o real pela moeda estrangeira aos poucos, não tudo de uma vez;
  4. Não exagere na bagagem para não ter que pagar taxas extras;
  5. Evite usar o cartão de crédito (deixe-o somente para último caso);
  6. Estabeleça um limite para compras;
  7. E negocie, seja antes, durante e após a sua viagem. Isso porque, com essa habilidade, você pode conseguir economia em muito mais coisas!

E então, gostou das nossas dicas para economizar em uma viagem internacional? Tem alguma outra que considera relevante? Comente abaixo!

[:en]

Se você quer economizar em sua viagem internacional, não deixe de conferir todas as dicas e informações que separamos neste artigo!

Uma viagem internacional é uma grande oportunidade para você conhecer lugares novos, pontos turísticos famosos, fazer amizades, treinar um outro idioma e muito mais.

Porém, como sabemos, esse tipo de viagem geralmente não é barata - ainda mais com o real tão desvalorizado em relação a outras moedas.

Por isso, se você pretende fazer uma viagem internacional daqui algum tempo e quer economizar, não deixe de conferir as dicas que separamos neste artigo!

Onde dá para economizar em uma viagem internacional?

 

1. Passagens

 

Um gasto que costuma ser elevado em uma viagem internacional é o da passagem aérea.

Porém, com antecedência e utilizando as ferramentas certas, você pode conseguir uma boa economia em relação às passagens.

E quais seriam essas “ferramentas”?

Bom, hoje você tem à disposição na internet, diversos sites e aplicativos que monitoram passagens, promoções e cupons, fazem comparativos e ajudam você a conseguir um melhor preço pela passagem aérea.

São eles: Skyscanner, Kayak, Decolar, 123milhas, MaxMilhas, Melhores Destinos, Viajanet e Voopter.

Portanto, com planejamento e antecedência, acesse esses sites e apps, compare preços e configure alertas para você ser avisado quando uma passagem atingir o preço que você gostaria.

Assim, utilizando essas ferramentas, você provavelmente já conseguirá uma boa economia.

 

2. Hospedagem

 

Em vez de se hospedar em uma rede de hotéis conhecida ou em um resort badalado, que tal procurar por uma opção mais em conta de acomodação? Hoje, existem diversos tipos para escolher.

Por exemplo, você pode alugar uma casa ou um apartamento, ficar em um Airbnb, em uma pousada, em um hostel, etc.

Portanto, novamente com antecedência, avalie as opções disponíveis de hospedagem, compare valores, veja avaliações de outras pessoas e escolha uma acomodação que lhe agrade e que não seja tão cara.

Até porque, na maior parte do tempo você não estará na hospedagem e sim na rua turistando, passeando, etc.

 

3. Alimentação

 

Calma, você não vai precisar ficar sem comer em sua viagem internacional para economizar. 

As dicas que temos aqui são: 

  • Evite comer em restaurantes que ficam próximos de pontos turísticos e atrações. Prefira opções um pouco mais afastadas e simples;
  • Fale com moradores locais e peça indicações;
  • Pesquise na internet os preços dos estabelecimentos gastronômicos;
  • E, sempre que for sair, leve um suco na mochila, uma garrafinha de água e algumas frutas/snacks (compre esses itens em um mercado).

Dessa forma, você já conseguirá uma boa economia em relação a alimentação.

Agora, é claro que um dia ou outro você pode ir em um local mais conhecido e sofisticado. Não tem problema, só tenha controle em relação aos seus gastos para não extrapolar o orçamento.

 

4. Transporte

 

Assim como a hospedagem, existem diferentes formas de você se locomover quando estiver no destino. Trem, ônibus, metrô, Uber, táxi, bicicleta, carro alugado…

Por isso, antes de viajar, avalie cada opção de transporte e veja qual compensa mais financeiramente.

Alugar uma bicicleta e andar de transporte público, normalmente são as opções mais em conta. Porém, cada tipo de transporte possui certas características e comodidades.

Portanto, não deixe de analisar cada um para escolher aquele que melhor lhe atende.

E claro, o que for possível fazer a pé, faça. Além de economizar, você mantém o corpo em movimento e gera benefícios para a sua saúde.

 

5. Passeios e atrações

 

Para fazer determinados passeios e conhecer certas atrações, você precisa comprar bilhetes ou ingressos.

Porém, há muita coisa legal e interessante para fazer sem, necessariamente, ter que pagar por isso.

Sendo assim, durante o seu planejamento, veja quais passeios e atrações são gratuitas para você conhecer.

Além disso, dependendo do destino, determinadas atrações que são pagas, possuem certos dias e horários na semana que ficam gratuitas.

Portanto, vale a pena se informar sobre elas para economizar, sem deixar de aproveitar.

 

6. Estacionamento

 

Se no dia da sua viagem você for com seu carro até o aeroporto, você precisará deixá-lo em um estacionamento, afinal, a rua não é o local mais seguro.

Porém, se você quer economizar, não deixe o seu veículo no estacionamento oficial do aeroporto, busque uma opção que fique nas redondezas, perto dele.

Dessa forma, você conseguirá uma boa economia com as diárias e não deixará a segurança de lado. 

Hoje, existem diversos estacionamentos que são bons e mais baratos que o do próprio aeroporto.

Então, por exemplo, se você é de São Paulo, vale a pena pesquisar por um estacionamento próximo ao aeroporto Guarulhos para deixar o seu carro.

 

Dicas finais

 

  1. Escolha destinos com um custo de vida mais baixo;
  2. Viaje na baixa temporada;
  3. Troque o real pela moeda estrangeira aos poucos, não tudo de uma vez;
  4. Não exagere na bagagem para não ter que pagar taxas extras;
  5. Evite usar o cartão de crédito (deixe-o somente para último caso);
  6. Estabeleça um limite para compras;
  7. E negocie, seja antes, durante e após a sua viagem. Isso porque, com essa habilidade, você pode conseguir economia em muito mais coisas!

E então, gostou das nossas dicas para economizar em uma viagem internacional? Tem alguma outra que considera relevante? Comente abaixo!

[:it]

Se você quer economizar em sua viagem internacional, não deixe de conferir todas as dicas e informações que separamos neste artigo!

Uma viagem internacional é uma grande oportunidade para você conhecer lugares novos, pontos turísticos famosos, fazer amizades, treinar um outro idioma e muito mais.

Porém, como sabemos, esse tipo de viagem geralmente não é barata - ainda mais com o real tão desvalorizado em relação a outras moedas.

Por isso, se você pretende fazer uma viagem internacional daqui algum tempo e quer economizar, não deixe de conferir as dicas que separamos neste artigo!

Onde dá para economizar em uma viagem internacional?

 

1. Passagens

 

Um gasto que costuma ser elevado em uma viagem internacional é o da passagem aérea.

Porém, com antecedência e utilizando as ferramentas certas, você pode conseguir uma boa economia em relação às passagens.

E quais seriam essas “ferramentas”?

Bom, hoje você tem à disposição na internet, diversos sites e aplicativos que monitoram passagens, promoções e cupons, fazem comparativos e ajudam você a conseguir um melhor preço pela passagem aérea.

São eles: Skyscanner, Kayak, Decolar, 123milhas, MaxMilhas, Melhores Destinos, Viajanet e Voopter.

Portanto, com planejamento e antecedência, acesse esses sites e apps, compare preços e configure alertas para você ser avisado quando uma passagem atingir o preço que você gostaria.

Assim, utilizando essas ferramentas, você provavelmente já conseguirá uma boa economia.

 

2. Hospedagem

 

Em vez de se hospedar em uma rede de hotéis conhecida ou em um resort badalado, que tal procurar por uma opção mais em conta de acomodação? Hoje, existem diversos tipos para escolher.

Por exemplo, você pode alugar uma casa ou um apartamento, ficar em um Airbnb, em uma pousada, em um hostel, etc.

Portanto, novamente com antecedência, avalie as opções disponíveis de hospedagem, compare valores, veja avaliações de outras pessoas e escolha uma acomodação que lhe agrade e que não seja tão cara.

Até porque, na maior parte do tempo você não estará na hospedagem e sim na rua turistando, passeando, etc.

 

3. Alimentação

 

Calma, você não vai precisar ficar sem comer em sua viagem internacional para economizar. 

As dicas que temos aqui são: 

  • Evite comer em restaurantes que ficam próximos de pontos turísticos e atrações. Prefira opções um pouco mais afastadas e simples;
  • Fale com moradores locais e peça indicações;
  • Pesquise na internet os preços dos estabelecimentos gastronômicos;
  • E, sempre que for sair, leve um suco na mochila, uma garrafinha de água e algumas frutas/snacks (compre esses itens em um mercado).

Dessa forma, você já conseguirá uma boa economia em relação a alimentação.

Agora, é claro que um dia ou outro você pode ir em um local mais conhecido e sofisticado. Não tem problema, só tenha controle em relação aos seus gastos para não extrapolar o orçamento.

 

4. Transporte

 

Assim como a hospedagem, existem diferentes formas de você se locomover quando estiver no destino. Trem, ônibus, metrô, Uber, táxi, bicicleta, carro alugado…

Por isso, antes de viajar, avalie cada opção de transporte e veja qual compensa mais financeiramente.

Alugar uma bicicleta e andar de transporte público, normalmente são as opções mais em conta. Porém, cada tipo de transporte possui certas características e comodidades.

Portanto, não deixe de analisar cada um para escolher aquele que melhor lhe atende.

E claro, o que for possível fazer a pé, faça. Além de economizar, você mantém o corpo em movimento e gera benefícios para a sua saúde.

 

5. Passeios e atrações

 

Para fazer determinados passeios e conhecer certas atrações, você precisa comprar bilhetes ou ingressos.

Porém, há muita coisa legal e interessante para fazer sem, necessariamente, ter que pagar por isso.

Sendo assim, durante o seu planejamento, veja quais passeios e atrações são gratuitas para você conhecer.

Além disso, dependendo do destino, determinadas atrações que são pagas, possuem certos dias e horários na semana que ficam gratuitas.

Portanto, vale a pena se informar sobre elas para economizar, sem deixar de aproveitar.

 

6. Estacionamento

 

Se no dia da sua viagem você for com seu carro até o aeroporto, você precisará deixá-lo em um estacionamento, afinal, a rua não é o local mais seguro.

Porém, se você quer economizar, não deixe o seu veículo no estacionamento oficial do aeroporto, busque uma opção que fique nas redondezas, perto dele.

Dessa forma, você conseguirá uma boa economia com as diárias e não deixará a segurança de lado. 

Hoje, existem diversos estacionamentos que são bons e mais baratos que o do próprio aeroporto.

Então, por exemplo, se você é de São Paulo, vale a pena pesquisar por um estacionamento próximo ao aeroporto Guarulhos para deixar o seu carro.

 

Dicas finais

 

  1. Escolha destinos com um custo de vida mais baixo;
  2. Viaje na baixa temporada;
  3. Troque o real pela moeda estrangeira aos poucos, não tudo de uma vez;
  4. Não exagere na bagagem para não ter que pagar taxas extras;
  5. Evite usar o cartão de crédito (deixe-o somente para último caso);
  6. Estabeleça um limite para compras;
  7. E negocie, seja antes, durante e após a sua viagem. Isso porque, com essa habilidade, você pode conseguir economia em muito mais coisas!

E então, gostou das nossas dicas para economizar em uma viagem internacional? Tem alguma outra que considera relevante? Comente abaixo!

Leggi anche altre notizie

  • Dupla cidadania na pandemia é um bom investimento? | Rotunno Cidadania Diversos

    Dupla cidadania na pandemia é um bom investimento?

    Leggi di più

  • Como validar diploma brasileiro em Portugal, nos EUA e Canadá. Guia Completo | Rotunno Cidadania Diversos

    Como validar diploma brasileiro em Portugal, nos EUA e Canadá. Guia Completo

    Leggi di più

  • Morar na Alemanha: Conheça as vantagens | Rotunno Cidadania Diversos

    Morar na Alemanha: Conheça as vantagens

    Leggi di più

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade e, ao continuar navegando neste site, você declara estar ciente dessas condições.