Diversos 12/09/2020

Passaporte Europeu: Saiba como fazer e porque tirar

PASSAPORTE EUROPEU | Rotunno Cidadania

Hoje vamos falar com você que é descendentes de imigrantes da Europa, e que talvez nem saiba que tem direito a dupla cidadania, o que consequentemente leva a ter direito e vantagens ao ter um passaporte europeu.

E o melhor disso é que você poderá viajar ou sair do Brasil de maneira mais simples e fácil. Independente de qual seja o seu motivo: estudar, trabalhar ou mesmo morar no continente europeu, certamente seu grande aliado será o passaporte.

Nesse artigo iremos explicar os processos necessários, quais os documentos e as vantagens de possuir seu passaporte europeu.

Quem tem direito ao passaporte europeu?

Essa é a primeira coisa que você precisa saber. Se tem direito ou não. E para isso é simples. Acompanhe e veja se você se encaixa nos requisitos:

  • Pessoas descendentes diretos de nascidos em países da Europa (pai, mãe, avós e em alguns casos bisavós e até tataravós, dependendo do país)
  • Se você casar com um cidadão europeu (a maioria concede passaporte desde que o matrimônio tenha no mínimo três anos)
  • Se você já vive legalmente no país há um tempo considerável também tem direito (a maioria dos países concede o passaporte para pessoas que já vivem legalmente no país há no mínimo 10 anos)

Vale lembrar que cada país tem suas normas e regras quando se trata de expedir o passaporte europeu, então o mais sábio a se fazer é entrar em contato com o consulado do país para obter a informação mais precisa possível.

Após isso, se estiver confirmada sua dupla cidadania, no caso de pessoas que tenham descendentes europeus, será necessário iniciar a organização dos documentos, aqui também existe uma variação de país para país e por isso, se faz importante ainda mais sua ida no consulado para tirar todas as dúvidas possíveis.

Tem descendência italiana? Leia nosso artigo sobre Como requerer Cidadania italiana.

dupla cidadania

A importância da dupla cidadania no processo

Antes de tudo para adquirir seu passaporte europeu, primeiro você tem que entrar em contato com a embaixada do país de origem dos seus ascendentes e fazer a solicitação da dupla cidadania.

A parte mais trabalhosa para o reconhecimento em ser um cidadão de dupla nacionalidade ainda é a parte de juntar toda a documentação necessária dos seus parentes e nessa lista você irá precisar de:

  • Cartório onde seu parente foi registrado ao chegar ao Brasil
  • Certidão de nascimento ou batismo do familiar
  • Certidão de casamento do familiar
  • Certidão de óbito do familiar (caso seja falecido)
  • Carteira de identidade
  • Certidão negativa de naturalização

Lembrando mais uma vez que é importante se certificar com os respectivos consulados a cerca das documentações necessárias, pois elas variam de nação para nação.

De posse desses documentos, o próximo passo é enviá-los para a União Europeia e aguardar o reconhecimento dos dados.

Assim que forem feitas as checagens de documentação, entrevistas e alguns outros procedimentos burocráticos você pode solicitar o Passaporte Europeu.

A forma mais barata e rápida de enviar dinheiro para o exterior

Veja também : A importância do advogado de imigração no processo de mobilidade global.

Quais documentos necessários e onde levar para tirar o passaporte

Além dos documentos citados acima, você precisará também da sua certidão de nascimento, cópia autenticada da sua carteira de identidade e comprovantes de parentescos (certidões de nascimento ou casamento de seus pais e avós).

Com tudo isso reunido é hora de se dirigir ao consulado do país que você exerce o vínculo e preencher um formulário de requerimento do passaporte.

 Haverá um custo para isso, e ele também varia de acordo com o país que você esteja vinculado. A dica é consultar o valor no site do consulado.

Descendência comprovada e toda documentação certinha. Agora é esperar e ser paciente, pois, esse processo normalmente leva um tempo considerável para ser concluído.

Descobrindo as vantagens de se ter um passaporte europeu

Com certeza vantagens não irão faltar agora que você terá seu passaporte europeu, além da dupla nacionalidade.

Poder entrar em toda Europa sem burocracias exaustivas e adquirir os direitos de um cidadão europeu são alguns dos privilégios.

Estão também entre os seus direitos como novo cidadão europeu o direito ao voto, o uso do serviço público de saúde (sempre importante quando estamos longe de nosso lar) e também proteção diplomática.

Mas, veja alguns outros benefícios que separamos para você.

1 – TRANSITAR E RESIDIR EM QUALQUER PAÍS DA EUROPA – A partir do momento em que você passa a ser um cidadão europeu, a Convenção de Shengen da União Europeia lhe garante passe livre para transitar entre os países, incluindo o direito a moradia e trabalho sem necessitar de visto para Europa e autorizações.

2 – ACESSO AO ENSINO UNIVERSITÁRIO – Se você é estudante e sonha em cursar uma universidade europeia, você terá acesso a algumas das melhores universidades do mundo e pagando o mesmo valor que um cidadão europeu, já que para estudantes estrangeiros os valores são mais altos.

3 – NÃO IRÁ PRECISAR DE VISTO PARA ENTRAR EM ALGUNS PAÍSES – Você poderá viajar para outros destinos fora da União Europeia sem a necessidade de visto para Europa. Entre os países que estão na lista dos que não exigem o visto e que você poderá conhecer estão: Estados Unidos, Japão, Emirados Árabes unidos, Canadá e Nova Zelândia.

4 – FACILIDADE PARA OS SEUS DESCENDENTES – A partir do momento em que você conquista o seu passaporte europeu, isso concederá credibilidade aos seus filhos e as suas próximas gerações a ter mais facilidade em serem considerados como cidadãos com dupla cidadania.

5 – ALFÂNDEGAS MENOS BUROCRÁTICAS – Vai acabar aquela demorada espera para passar pela alfândega toda vez que você viajar, tanto no Brasil, quanto nos demais países europeus que você estiver.

Agora que você conhece todos os procedimentos para ter o seu Passaporte Europeu, fica mais fácil para viajar, trabalhar, estudar e até se você tiver planos de morar em um dos 28 países que compõem a União Europeia e além de você, também seu cônjuge, filhos e até os seus pais. Mas antes é necessário ver as condições estabelecidas por cada país.

Espero que você tenha aproveitado bastante as informações do artigo e com isso tirado todas as dúvidas que tenha tido ao longo do artigo.

Leia também outras notícias

  • Dupla cidadania na pandemia é um bom investimento? | Rotunno Cidadania Diversos

    Dupla cidadania na pandemia é um bom investimento?

    Leia mais

  • Como validar diploma brasileiro em Portugal, nos EUA e Canadá. Guia Completo | Rotunno Cidadania Diversos

    Como validar diploma brasileiro em Portugal, nos EUA e Canadá. Guia Completo

    Leia mais

  • Morar na Alemanha: Conheça as vantagens | Rotunno Cidadania Diversos

    Morar na Alemanha: Conheça as vantagens

    Leia mais

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade e, ao continuar navegando neste site, você declara estar ciente dessas condições.