Passaporte espanhol foi classificado como o 4º mais forte do mundo, no ranking de 2019

Cidadania Espanhola 07/11/2022
passaporte espanhol | Rotunno Cidadania

Em ranking recente, o passaporte espanhol foi reconhecido como o 4º mais forte do mundo. Ademais, esta pesquisa leva em consideração a quantidade de países que você pode visitar de maneira livre tendo este documento.

Quando falamos de chegar em um novo país de maneira livre, é não precisar apresentar vistos ou motivos para você estar lá. Sendo bem-vindo apenas por ser espanhol, neste caso.

Ou seja, o documento além de abrir a possibilidade para você morar em alguns países da Europa, também libera e aumenta muito a questão da sua mobilidade pelo mundo.

Mas como tiro o passaporte espanhol?

Para chegar até a parte boa, é preciso ter a cidadania espanhola, o que é um pouco mais complicado de conseguir. Ademais, existem meios fáceis de obter o reconhecimento, contudo, a maioria não diz a respeito ao seu esforço em si e depende muito da sua descendência.

Quem tem direito a cidadania?

Obviamente, a forma mais fácil de ter direito é ter um descendente direto espanhol. Facilita mais ainda se for seu pai ou mãe. Contudo, se você for neto de alguém com a nacionalidade também ajuda.

Ainda assim, para obter a dupla cidadania no país se baseando em seus avós, é preciso ser menor de idade. Além disso, depois que completar 18 anos, terá um prazo de três anos para confirmar o seu interesse.

Em síntese, também existe outras possibilidades para conseguir a nacionalidade. Uma delas é por moradia. Caso seja brasileiro e esteja morando legalmente na Espanha por 2 anos ou mais, é possível adquirir o documento.

Duas curiosidades sobre a dica de cima, se você for neto de espanhol, é preciso morar no país por apenas um ano. E mesmo morando de forma legal, caso esteja na Espanha por conta do visto de estudo, este período não vale para conseguir tirar sua cidadania.

Outro jeito simples de conseguir seu reconhecimento é casando com uma pessoa nativa. Além de ganhar benefício da moradia, com mais de um ano casado com essa pessoa já é possível requisitar sua cidadania. Caso o casamento tenha ocorrido antes de 02/05/1975, a pessoa já é considerada espanhola.

Por último, crianças de pais estrangeiros que nasceram no país e acabaram não sendo registradas em algum Consulado, tem o direto de serem espanholas de origem.

Perda da cidadania espanhola

Em resumo, as pessoas que quiserem ter uma segunda nacionalidade, não precisam se preocupar em perder a cidadania do seu país de origem. Contudo, é importante saber algumas regras para não perder a chance de conseguir ser espanhol.

Uma delas já foi citada, que é quando você é neto de espanhóis, mas deixa passar o prazo de três anos após atingir a maioridade. Ademais, isso acontece também caso você seja espanhol de origem, mas nascido no exterior.

Como recuperar?

Ai já entra uma parte mais complicada, é preciso voltar a morar no país de forma legal, além de ter de realizar uma declaração para as autoridades do país com seu desejo de recuperar a cidadania. Após isso, o Ministro da Justiça espanhol realizará a renúncia.

Vale lembrar que todo este processo não é válido para pessoas com a segunda nacionalidade.

É caro o processo para ter o passaporte espanhol?

Primeiro vamos falar dos custos para se obter a cidadania, estes geralmente variam. Muitas pessoas contratam escritórios para acertarem as partes das papeladas, o que é o certo a se fazer, já que são muito detalhes técnicos.

Com isso, o preço varia. O único custo fixo é para o caso de pessoas que optam pela nacionalidade por residência. Elas têm de pagar uma taxa de 130 euros, além dos documentos.

No caso do passaporte, quando você já estiver com a nacionalidade reconhecida, também é necessário pagar uma taxa de um custo não tão alto. Ou seja, os maiores preços acabam ficando na primeira parte deste processo.

Facilidades

Recentemente, houve uma mudança na lei que facilitou muito a vida de estrangeiros. Agora não é preciso mais realizar o juramento de lealdade para o Rei da Espanha no próprio país.

O ato pode ser realizado em qualquer consulado, facilitando a vida de muitas pessoas que não precisam mais ir ao local para finalizar a última parte do processo de cidadania.

Conclusão sobre o passaporte espanhol 

O processo de obter a cidadania pode ser algum bastante complicado, de fato. Contudo, para pessoas que pretendem viajar o mundo, entre outras coisas, é de extrema vantagem caso consigam.

O passaporte espanhol é um documento valioso, que faz com que você possa ter acesso a vários países sem precisar explicar algo ou adquirir um visto.

Dúvidas?

Caso tenha mais dúvidas, é possível entrar em contato com a Rotunno, a empresa que opera em diversas cidades pelo Brasil, é especialistas em iniciar processos de cidadania.

Além do espanhol, o escritório pode ajudar com o italiano, português, além de vistos nos Estados Unidos. Para mais detalhes, agende uma conversa com eles pelo site.

Vamos conversar?

Nossos especialistas da Rotunno podem ajudar no seu processo de cidadania, de forma rápida e segura

Leia também outras notícias

  • Guia completo: Cidadania Espanhola por descendência, casamento e por residência | Rotunno Cidadania Cidadania Espanhola

    Guia completo: Cidadania Espanhola por descendência, casamento e por residência

    Leia mais

  • Regras da cidadania espanhola para netos e bisnetos | Rotunno Cidadania Cidadania Espanhola

    Regras da cidadania espanhola para netos e bisnetos

    Leia mais

  • Cidadania espanhola para netos | Rotunno Cidadania Cidadania Espanhola

    Cidadania espanhola para netos

    Leia mais

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade e, ao continuar navegando neste site, você declara estar ciente dessas condições.